fbpx

Algumas profissões, por mais que tenham a sua importância no desenvolvimento social bastante alta, podem não ter esta importância atribuída diante da sociedade.

Para que você saiba do que se trata a assistência social, qual o papel que esta profissão tem na sociedade e como o protagonismo da mulher se faz presente, o texto de hoje tem como finalidade esta discussão.

Breve história do serviço social

Para que seja possível entender com mais precisão o que é a assistência social, é interessante saber um pouco sobre o surgimento dessa profissão.

A assistência social surgiu nos anos 30 em pleno o período da industrialização e nos anos seguintes acompanhou a mudança do trabalhador rural para a cidade e as condições de vida que aquele tipo de situação sujeitava o ser humano.

O que faz o Assistente social?

Este profissional tem a função extremamente importante de manter para o cidadão o bem-estar físico, moral e psicológico.

É possível que este profissional atue em locais como empresas privadas, áreas públicas, instituições de saúde ou organizações não governamentais.

O assistente social, em sua maioria, atua em uma área mais voltada para o atendimento de crianças, adolescentes, adultos e idosos que podem tem um déficit em algumas das áreas citadas acima.

Atuação da mulher na assistência social

O Conselho federal de serviço social realizou um estudo em 2005, onde identificou que a maioria dos profissionais atuantes na profissão são mulheres, sendo quase 80% da categoria em atividade.

Na época do desenvolvimento da assistência social, os candidatos deviam ter a moral bem definida, assim como vontade de ajudar o próximo e bondade.

Desde os primórdios é possível identificar que a sociedade tem na mulher a visão de um ser humano caridoso e com cunho para a educação, podendo ser este um dos motivos para que a assistência social tenha se enraizado no seio feminino.

Para que a predominância da mulher nesta profissão seja reconhecida, abaixo estarão presentes nomes de assistentes sociais importantes para o desenvolvimento desta profissão.

Marilda Vilela Iamamoto

Esta mulher é muito importante para o desenvolvimento do serviço social no Brasil. Se formou em serviço social nos anos 70 e lecionou na Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de janeiro.

Além disto, atua na pós-graduação de serviço social e é uma grande estudiosa da área de pesquisas em pensamento social e realidade brasileira na América latina.

Jeannine Verdès-Leroux

Esta mulher foi uma socióloga e historiadora bastante importante para o estudo do serviço social. Ela auxiliou no amadurecimento desta profissão no Brasil e na América latina.

Esta mulher se questionava sobre a imagem dos assistentes sociais como profissionais colaboradores, a ligação do perfil feminino com o surgimento da profissão e a avaliação ética de um profissional da área.

Maria Irene de Carvalho

aria Irene é uma mulher, assistente social, especialista em educação de adultos e pós-graduanda em família e sociedade.

Ela fornece seus conhecimentos no curso de licenciatura em Serviço social e política social da Universidade Lusófona de humanidades e Tecnologia. Além disto, é Investigadora no Centro de Administração e Políticas Públicas do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da ULisboa.

No texto de hoje foi falado sobre a representatividade da mulher no meio da assistência social. Para que este seja entendido da melhor forma, é necessário que o estudo desta ciência vá até a sua origem.

A mulher tem grande importância no desenvolvimento desta ciência, sendo indispensável pela qualidade dos estudos fornecidos e pelo pioneirismo na área, podendo ver o homem com um olhar mais humano.

Gostou do texto de hoje e quer ler mais sobre? Continue nos acompanhando aqui e nos siga nas nossas redes sociais!