fbpx

Dores servem de alerta para que o indivíduo saiba que a saúde do seu corpo está passando por um momento difícil. Elas podem surgir em todas as partes do corpo e tem a sua intensidade variada.

Quando a dor parece na face pode ser por conta de uma disfunção temporomandibular. No texto de hoje explicaremos o que é a disfunção, seus sinais, causas, consequências e tratamento.

O que é a articulação temporomandibular?

Para que você consiga entender do que se trata a disfunção é necessário entender qual a região ela acomete.

A articulação temporomandibular é responsável por conectar o maxilar com o crânio, sendo responsável pelo movimento de abertura de boca.

O que é a disfunção temporomandibular?

Esta disfunção pode ser definida como um grupo de alterações que acometem a articulação temporomandibular, podendo causar dores de níveis suportáveis, chegando a dores que impedem a abertura da boca e problemas auditivos.

Quais os principais sintomas desta disfunção?

Existe uma gama de sintomas bastante variada, para que se tenha mais certeza sobre a possibilidade de existir problemas na ATM é aconselhável visitar o fonoaudiólogo ou dentista.

Para um paciente que sofre com DTM é possível que sofra de dores de cabeça que são semelhantes a enxaqueca, além de dores de ouvido e possíveis dores atrás dos olhos que, por algumas vezes, pode ser confundida com dificuldades da visão.

Os sintomas mais conhecidos são ruídos, crepitação ou estalos na abertura de boca, podendo ser baixos ou audíveis a uma pequena distância. É possível sentir também dores ao abrir a boca ou na mastigação.

Em casos mais graves pode haver a sensação de mandíbula travada ou a falta de abertura de boca, impedindo que o paciente se alimente com comidas um pouco mais duras ou com maior volume.

O que pode causar a Disfunção temporomandibular?

A DTM pode ser causada pelo excesso de mastigação apenas de um lado da arcada dentária, mas também por hábitos deletérios como: morder caneta, roer unhas e chupar dedo.

Um sintoma característico de pacientes que sofrem com a DTM se trata do bruxismo – ato de serrar os dentes –, fazendo com que a arcada dentária fique desgastada e possa haver alteração na articulação.

Como tratar a disfunção temporomandibular?

A primeira dica é a visita ao dentista ou fonoaudiólogo, para que as medidas cabíveis sejam tomadas, fodendo ser feita intervenção através de terapia, readequação de hábitos e, em casos mais severos, cirurgia.

Se houver muita dor é possível aplicar compressas de água morna para que as fibras musculares relaxem e diminuam a rigidez, mas se a dor for mais severa é possível solucionar através do uso de analgésicos.

É possível que tratamentos secundários sejam feitos, tendo em vista que o estresse pode ser um causador. O fonoaudiólogo ou o dentista pode indicar massagens para que haja o relaxamento da área.

Além disto, se for constatado o bruxismo, o dentista pode indicar placas que protejam a dentição e diminuam a pressão na ATM.

Caso haja um comprometimento severo no qual terapias e readequação de hábitos não resolvam, é necessário que uma intervenção cirúrgica seja feita com o auxílio de uma equipe multidisciplinar na recuperação.

No texto de hoje foi explicado sobre a disfunção temporomandibular, suas causas, consequências e meios de tratamento.

É necessário salientar que, se o indivíduo notar que dores na face e não tiverem motivos aparentes, é interessante que seja feita uma visita ao dentista, a fim de tomar todas as precauções.

Se você gostou do tema de hoje e quer saber mais sobre temas relacionados, continue acompanhando nossas postagens e nos siga nas nossas redes sociais. Até a próxima!